Amyr Klink monta base que levará para Antártica

Os moradores do Jardim Novo Mundo, na Zona Sul, ficaram intrigados com uma estranha construção circular de 7 metros de diâmetro erguida na vizinhança. Reclamaram na Subprefeitura, pensando se tratar de uma loja vultosa em plena área residencial. Até que descobriram: é o novo brinquedo de Amyr Klink, o navegador paulistano que já deu duas voltas ao mundo e cruzou o Atlântico a remo. “Trata-se de um icosaedro, mas pode chamar de domo geodésico”, explica Klink, que levou doze horas para montar em seu quintal a estrutura de 2 toneladas de alumínio aeronáutico avaliada em 40?000 reais. Ele pretende criar ali um jardim suspenso – e depois remontar o globo em uma base na Antártica.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s