Sócio do Aguzzo vira ajudante de cozinha

Osmânio Luiz Rezende tornou-se copiloto de seu chef Alexandre Romano

Antes de se tornar sócio do Aguzzo Caffè e Cucina, Osmânio Luiz Rezende reinava pelo salão no papel de maître. Trabalhou em casas finas como o Parigi, o Fasano e o extinto Le Coq Hardy. Desde o ano passado, o restaurateur resolveu encarar o batente na cozinha.

Tornou-se copiloto de seu chef Alexandre Romano e ajuda a preparar receitas como um nhoque memorável e um dos melhores filés à parmigiana da cidade. Sai-se bem no papel de auxiliar de forno e fogão. Não é só isso. Ele está preparando a ampliação do Aguzzo. Já incorporou o imóvel vizinho ao restaurante. Está um quebra-quebra só. “Se não houver atraso, a reforma ficará pronta em três meses”, antecipa. “Além da cozinha, vou melhorar a área de espera e o salão de eventos no piso superior.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s