Águas-vivas atacam no litoral sul paulista

Diversos banhistas que estiveram nas praias do Litoral Sul paulista sofreram queimaduras na pele por causa de águas-vivas. Em Praia Grande, 302 pessoas foram atingidas. As águas-vivas são encontradas na superfície do mar. Elas têm uma espécie de flutuador – daí seu apelido de “caravela do mar” – e, logo abaixo, tentáculos com milhões de células que produzem uma toxina. “Quando entram em contato com a pele, injetam o veneno e provocam a sensação de queimadura”, explica o professor Antônio Carlos Marques, do Departamento de Zoologia da USP. Segundo o especialista, as caravelas vivem em alto-mar nas zonas tropicais e atingem as praias quando impulsionadas pelos ventos e pelas correntes marítimas.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s