Advogados querem isenção no rodízo

No último dia 2, uma proposta polêmica esteve em pauta na Câmara Municipal. Um projeto de lei do vereador Edivaldo Estima (PPS) pretende liberar os advogados do rodízio de veículos. Por falta de consenso, a votação foi adiada. A imunidade é um pedido antigo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo. “Precisamos nos deslocar em situações de emergência, como a prisão de um cliente ou em caso de acidente”, diz o presidente Luiz Flávio Borges D’Urso. Se a lei for sancionada, 120 000 carros terão direito a circular, o equivalente à frota da cidade de Limeira. “Além de prejudicar o tráfego, a medida é inconstitucional, antiética e depõe contra a categoria”, afirma Luiz Tarcísio Teixeira Ferreira, mestre em direito constitucional. Desde 2000, os médicos estão livres da restrição. Táxis, ambulâncias, viaturas de polícia, veículos de imprensa e de deficientes também estão liberados.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s