Adriana Birolli: na mira da militância ecológica

Após declarar em programa televisivo que matou uma galinha e um coelho quando era escoteira, a atriz se torna alvo de defensores dos direitos dos animais

A atriz Adriana Birolli virou alvo de defensores dos direitos dos animais. Motivo: no início de junho, no ‘Programa do Jô’, a moça relembrou ocasiões em que precisou matar uma galinha e um coelho durante lições de sobrevivência na selva — ela se tornou escoteira aos 6 anos de idade. Uma das ONGs que se manifestaram descreveu a entrevista como “narrativa de um filme de horror e uma ofensa para qualquer pessoa com o mínimo de sensibilidade”. No Chile, a trabalho, Adriana soube do caso ao ser procurada por VEJA SÃO PAULO. “Não consigo parar de chorar”, disse. “Nem sei como lidar com uma coisa dessas. Vou pedir orientação a um advogado.”

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s