Carlos Bettencourt: taça de vinho do Porto a 1200 reais

Duas garrafas da bebida, que tem 155 anos, chegaram ao restaurante português

Segundo a lógica do mundo dos grandes vinhos, safras antigas conferem status e, acima de tudo, valor ao rótulo. Pois bem. Em 2008, a vinícola portuguesa Taylor’s encontrou em um armazém abandonado um tonel de vinho do Porto produzido há 155 anos. O achado rendeu 1000 garrafas batizadas de Scion — duas delas chegaram ao restaurante A Bela Sintra, nos Jardins. “Trata-se de um tesouro”, diz o sócio da casa Carlos Bettencourt. Daí o preço de joia: a garrafa de 750 mililitros sai por 15 000 reais. Ou seja, uma taça com 60 mililitros — quantidade ideal para degustar a bebida — custa 1200 reais. “Vale cada centavo”, garante o empresário.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s