Postado em 17/05/2011 por VEJASP
3 comentários | Comente

Dez gafes de perfis famosos nas redes sociais neste ano

Por Leonam Bernardo

Não é difícil constatar que grande parte do conteúdo compartilhado nas redes sociais é composto por bobagens, brincadeiras e piadas. Até mesmo quando se tenta falar sério, corre-se o risco de cometer um erro que transforma qualquer mensagem em motivo de chacota. A diferença entre a falha de um usuário qualquer e o de uma personalidade, é que neste último caso o barulho é sempre maior. Prova disso são os dez exemplos abaixo.

Desde gente famosa até perfis de importantes órgãos públicos no Twitter, separamos algumas das maiores gafes cometidas na rede nesses últimos meses.

Foto: Thiago Bernardes

Danilo Gentili (12/05/2011)
Não bastasse toda a polêmica dos últimos dias envolvendo a construção de uma estação de metrô em Higienópolis, bairro nobre paulistano conhecido por ser a opção de residência de grande parcela da comunidade judaica na cidade, o comediante arrematou todo o bafafá com a seguinte piada: “Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz”. Claro, deu o que falar. Gentili, que prepara voo solo nas noites da Band com um programa de entrevistas, viu que a melhor opção diante do problemão que criou seria mesmo se retratar. “Minha intenção como comediante nunca foi trazer nenhum outro sentimento ao público que não fosse alegria. Peço perdão se falhei nesse meu objetivo com a piada que fiz essa tarde. Me coloco à disposição da comunidade judaica para me redimir”, postou no microblog.

Rafinha Bastos (08/05/2011)
“Aí, órfãos! Dia triste hoje, hein?”, soltou o comediante em pleno domingo de Dia das Mães. Considerado a personalidade mais influente do Twitter em todo o mundo, segundo pesquisa divulgada pelo jornal “New York Times”, Rafinha foi bastante criticado por conta do comentário, mas não chegou a pedir desculpas aos seguidores, a exemplo seu colega de “CQC”.

.

.

Ed Motta (11/05/2011)
O cantor alegou não saber que suas publicações no Facebook poderiam ser vistas por qualquer um. Seja por pura ingenuidade e descuido — alguns chamam de preconceito —, várias gafes suas vieram à tona: “Em Curitiba, lugar civilizado, graças a Deus. O sul do Brasil, como é bom, tem dignidade isso aqui. Frutas vermelhas, clima frio, gente bonita. Sim, porque ô povo feio, o brasileiro. Em avião, dá vontade de chorar. Mas chega no Sul ou São Paulo e tem gente bonita compondo o ambiente.” Sem papas na língua (ou nos dedos), ele teceu também críticas diretas: “Mulher feia tem que ser mega competente. Se não, é Paula Toller nas cabeças. Linda, burra e sem talento.” Depois de todo o estrago, buscou o Twitter para pedir desculpas: “Eu achava que o Facebook era privado. Nunca escreveria isso nem brincando. Estou triste ‘pacas’ com esse mal entendido”, anotou. “Depois das loucuras, eu não tenho como consertar, só posso lamentar e ficar com uma vergonha gigante. Mas tudo bem, assumo meu erro.”

Gal Costa (19/01/2011)
A cantora não deve ter levado em consideração que boa parte dos seus seguidores seria também seus conterrâneos baianos e poderiam se ofender com uma afirmação dessas: “Como na Bahia as pessoas são preguiçosas! Técnico do ar-condicionado não pode terminar o trabalho por que está com dor de cabeça. Essa é a Bahia!” O post deixou Gal em uma baita saia justa. Mesmo depois de ter sido alvejada por acusações de racismo, ela não deu o braço a torcer: “Gente, chega! Acabou o assunto da preguiça. Não se pode falar nada aqui que tudo vira polêmica. Sou baiana e falo por que posso. Vou sair. Tchau”.

.

Alejandro Sanz (12/05/2011)
O cantor espanhol decidiu na semana passada que não iria mais atualizar seu perfil no serviço de microblog mais popular da internet. O motivo, ele mesmo explica: “Hoje decidi que deixo de escrever no Twitter. Há um grupo de pessoas que está me culpando por escrever ‘vuestra’ com ‘b’, quando não é verdade, só para eu parecer ridículo. O que eu escrevi é ‘nuestra gente’ (nossa gente), mas estou farto de tantos ataques e tanta falação, tantas coisas ruins e tanto esforço para dar vida a gente sem alma, sem cultura e sem coração”. Por conta do erro a que se refere, ele se tornou alvo de brincadeiras e chacotas de alguns internautas. “Vou ler os tweets de todos e vou escrever para quem eu quiser, mas não acho que seguirei o jogo dessas pessoas sem coração. Adeus”, completou. A mágoa, no entanto, parece ter passado depois que um fã lhe enviou uma imagem comprovando que, de fato, o cantor havia cometido tal erro. Tanto que ele revolveu voltar às postagens.

Valdívia (15/05/2011)
Acusado pelo presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, e pelo empresário, Osório Furlan, de exagerar na noite paulistana como baladeiro, o jogador rasgou o verbo no Twitter: “Osório Furlan não é meu empresário, faz oito meses que não troco nenhuma palavra com ele. Não tem autoridade para falar sobre mim. Este senhor Furlan não tem conhecimento algum da minha vida privada. Acha que pode falar de mim como se fosse meu amigo, mas não é. Continuo firme na busca da minha pronta recuperação para jogar logo”. Para completar, ele ainda postou a irônica mensagem na madrugada desta segunda: “Eu sou muito burro mesmo, sou mesmo uma criança. Sair para balada numa sexta-feira sabendo que domingo tem jogo importantíssimo”.

Geisy Arruda (21/01/2011)
Em janeiro deste ano, a ex-peoa de “A Fazenda” não hesitou em anunciar pelo Twitter que estava grávida do humorista Aluísio Júnior, da rede Record. O problema é que ela fez isso precipitadamente. Dois dias depois, teve que recorrer novamente ao microblog para desmentir o fato: “Tudo é na hora de Deus, e infelizmente ainda não é o momento de conhecer minha princesa, o exame deu negativo e não estou grávida”, explicou. “Estou passando por um momento muito difícil pra mim, mas gostaria de agradecer ao carinho e apoio de todos vocês, só quero ficar um pouco sozinha. Se errei foi em ter compartilhado minha felicidade no microblog!”

Secretaria de Cultura de São Paulo (29/03/2011)
Gerenciar contas de órgãos públicos no Twitter pode ser um verdadeiro perigo. Veja só o que apareceu na página oficial da Secretaria de Cultura de São Paulo no dia em que foi anunciada a morte do ex-vice-presidente da República José Alencar, em março deste ano: “Por que foi o Alencar e não o Sarney?” Imediatamente, outra postagem no microblog cuidava de amenizar o conteúdo da anterior: “Mensagem postada indevidamente no nosso perfil não reflete a posição oficial da Secretaria. Lamentamos o ocorrido”.

STF (15/02/2011)
Responda rápido: o que o Supremo Tribunal Federal tem a ver com a aposentadoria do jogador Ronaldo? A rigor, nada. Mas ela motivou a seguinte trapalhada. No dia do anúncio de parada do Fenômeno, pipocou a seguinte mensagem no Twitter do órgão: “Ouvi por aí: ‘Agora que o Ronaldo se aposentou, quando será que o Sarney vai resolver pendurar as chuteiras?’”. Postada acidentalmente por uma funcionária descuidada, o tweet foi rapidamente tirado do ar. Sobrou para a assessoria do órgão se retratar, em nota, afirmando que “os comentários em nada, direta ou indiretamente, refletem os pensamentos desta Corte Suprema”.

+ Glossário: 10 expressões muito usadas no Twitter — parte 1
+ Glossário: 10 expressões muito usadas no Twitter — parte 2
+ As 10 Coisas Mais Irritantes do Facebook
+ Os 5 Verbos Mais Feios da Era da Internet
+ As 10 Coisas Mais Irritantes do Twitter (segundo famosos)
+ As 10 Coisas Mais Irritantes do Twitter (versão dos leitores)
+ Os 10 Fã-Clubes Mais Encrenqueiros da Internet
+ Os 5 maiores micos do Twitter

Comentários sobre "Dez gafes de perfis famosos nas redes sociais neste ano" | Comente

  1. diana comentou em 19/05/2011

    Leonam, ótima matéria.

  2. Camilla comentou em 13/06/2011

    Ainda na dúvida de quem falou a coisa mais idiota: Danilo Gentilli ou Rafa Bastos…

  3. Cinco mortes anunciadas no Twitter (e que não eram boato) | Blog da Vejinha – Blogs – VEJA SP comentou em 29/06/2011

    [...] + Dez gafes de perfis famosos nas redes sociais [...]

Comentar sobre "Dez gafes de perfis famosos nas redes sociais neste ano"