Publicidade

Postado em 18/10/2011 por Arnaldo Lorençato | 1 comentário

Aguzzo em versão ampliada

Ambiente renovado: escada conduz ao piso superior, onde fica a adega (Foto: Elisangela Andrade)

Como VEJA SÃO PAULO anunciou em abril no Terraço Paulistano, Osmânio Luiz Rezende está preparando a ampliação de seu restaurante, o Aguzzo Caffè & Cucina, desde fevereiro.

O restaurateur incorporou a casa vizinha ao pequeno imóvel de esquina, localizado em um trecho tranquilo da Rua Simão Álvares, em Pinheiros.

Sala no piso superior: entrada de luz natural e adega ao fundo (Foto: Elisangela Andrade)

A reforma finalmente ficou pronta e o coquetel de inauguração está marcado amanhã à noite. Com a remodelação, o salão saltou de 60 para 90 lugares. O bar com área de espera, antes resumido a um pequeno balcão, pode acomodar 20 pessoas.

Transferida para o piso superior, a adega tem capacidade agora para abrigar 1.500 garrafas. Ali, há 45 lugares que podem ser usados também para eventos. A mudança se estendeu aos bastidores e a cozinha dobrou de tamanho.

Nova área climatizada para vinhos: capacidade para 1.500 garrafas (Foto: Elisangela Andrade)

Rezende, que está também na função de auxiliar de cozinha aprendendo os segredos da culinária italiana com o chef Alexandre Romano, lançará um cardápio cheio de novidades. São cartoze receitas, cinco de entradas e outras nove de pratos principais. Cinco já podem ser conferidas a partir desta semana.

Rezende: dividido entre o salão e a cozinha (Foto: Arnaldo Lorençato)

Ainda não provei nenhuma dessas sugestões. Mas desde já você tentar fazer duas delas em sua casa:

+ Receita de cotoletta di maiale con finochio e fagiole

+ Receita de pinci alla toscana

Comentários sobre "Aguzzo em versão ampliada"

  1. Marcelo Moreira Cesar comentou em 21/10/2011:

    Como frequentador assíduo, já verifiquei as novas instalações e aprovo o resultado, esperando que as novas receitas mantenham a qualidade demonstrada desde o início das atividades.
    Quanto à adega, há tempos já estou atendido pela disponibilidade dos Chassagne Montrachet, Chablis e Puligny Montrachet. Para melhorar, somente se vendessem Corton Charlemagne, e isso para falar dos brancos, que são a minha preferência.

Comentar sobre "Aguzzo em versão ampliada"





Publicidade

Publicidade

Publicidade