É permitido dar adoçante para crianças?

Cylmara Gargalak Aziz, especialista em gastropediatria, responde

Recorrer à medida, seja qual for o motivo, é arriscado. Segundo Cylmara Gargalak Aziz, especialista em gastropediatria do Hospital Sírio Libanês, a única exceção é para crianças que apresentam patologias como diabetes tipo 1 e tipo 2.

“Apesar de sabermos que a substância é eliminada pela urina em 24 horas, não há estudos que confirmem o efeito benéfico de tal consumo”, explica a médica. Por isso, é melhor evitar o item, seja em refrigerantes, sucos ou doces. Isso vale também para as versões naturais, como estévia. 

O uso de adoçante também não é indicado em quadros de obesidade ou triglicerídeos alto. “Uma dieta balanceada, que evite produtos à base de açúcar, somado a um gasto calórico significativo é, via de regra, o suficiente para manter os exames bons e evitar o ganho excessivo de peso”, explica Cylmara.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s