Desabafo de pai sobre birras da filha chama atenção no Instagram

O ator de 33 anos Justin Baldoni, do seriado "Jane the Virgin", relatou um momento importante com a filha: "É uma das minhas fotos favoritas"

Se você é pai, provavelmente já precisou “enfrentar” uma crise em um lugar público. Se você não é, com certeza já viu alguma criança fazendo birra em um shopping, supermercado ou avião. O ator Justin Baldoni, da série Jane the Virgin, viveu uma dessas situações com sua filha de 2 anos de idade recentemente e escreveu um relato curioso sobre o momento.

O rapaz de 33 anos de idade estava no supermercado com a filha, Maiya, e o pai quando a menina começou a espernear. Como em toda boa birra, a menina foi ao chão, batendo os pezinhos e mãozinhas. No clique, é possível ver que os homens estão parados, em silêncio, olhando para a criança se debatendo: “A Emily fez essa foto no supermercado. Agora é uma das minhas fotos favoritas minha e do meu pai“, escreveu Justin em seu Instagram.

Spending Sunday with the man who taught me how to love.

A post shared by Justin Baldoni (@justinbaldoni) on

Dois homens, juntos, em silêncio, para sempre conectados pelo amor incondicional que dividem entre si e com essa nova, crua e pura alma pela qual iríamos até o fim do mundo. Eu não consigo nem imaginar quantas vezes eu fiz o mesmo quando eu tinha a idade dela. Meu pai me ensinou tanto sobre o que significa ser um homem, mas esse post é sobre apenas uma característica: ficar confortável com o desconfortável. Algo que eu cresci vendo ele fazer comigo várias e várias vezes“, desabafou o rapaz — e, simples assim, a publicação que mais parecia um desabafo foi transformada em uma importante lição de vida. Confira: 

I tried to stay off social media yesterday to connect with my family without distraction so I'm posting this today. Emily took this in Whole Foods. It's now one of my favorite photos ever of me and my dad. Two men, standing together in silence, forever bonded by an unconditional love for both each other and this brand new, raw and pure soul who we would both go to the ends of the earth for. I can only imagine how many times I did this when I was her age. My dad taught me so much about what it means to be a man, but this post is about one thing and one thing only. Being comfortable in the uncomfortable. Something I grew up watching him do with me over and over again. There are no perfect parents, but one thing my dad taught me is to not parent based on what anyone else thinks. My dad always let me feel what I needed to feel, even if it was in public and embarrassing. I don't remember him ever saying "You're embarrassing me!" or "Dont cry!" It wasn't until recently that I realized how paramount that was for my own emotional development. Our children are learning and processing so much information and they don't know what to do with all of these new feelings that come up. I try to remember to make sure my daughter knows it's OK that she feels deeply. It's not embarrassing to me when she throw tantrums in the grocery store, or screams on a plane. I'm her dad…not yours. Let's not be embarrassed for our children. It doesn't reflect on you. In fact.. we should probably be a little more kind and patient with ourselves too. If we got out everything we were feeling and allowed ourselves to throw tantrums and cry when we felt the need to then maybe we'd could also let ourselves feel more joy and happiness. And that is something this world could definitely use a little more of. #fathersday #redifinemasculinity #daddy #dearmaiya

A post shared by Justin Baldoni (@justinbaldoni) on

Na sequência, Justin revela como a sua educação foi importante e o que ele aprendeu com o pai: “Não existem pais perfeitos, mas algo que meu pai me ensinou é que eu não devo ensinar meus filhos de acordo com o que os outros pensam. Meu pai sempre permitiu que eu sentisse o que eu precisava sentir. Eu não lembro dele ter falado ‘você está me envergonhando’ ou ‘não chore’. Só recentemente eu percebi o quão importante isso foi para o meu desenvolvimento emocional“, contou.

O ator americano também fala sobre como é necessário deixar as crianças sentirem: “Nossos filhos estão aprendendo e processando tantas informações e, às vezes, eles não sabem o que fazer com todos esses sentimentos. Eu tento me lembrar de garantir que esteja tudo bem se minha filha quiser sentir profundamente. Não é embaraçoso para mim quando ela faz birra no supermercado, ou grita em um avião. Eu sou o pai dela… não o seu. Não fiquemos envergonhados pelos nossos filhos. Isso não reflete neles“, comentou.

No fim da publicação, Justin revela como essa lição também é importante para os adultos: “Na verdade, nós deveríamos ser mais calmos e pacientes com nós mesmos também. Se nós falássemos tudo o que estamos sentido e nos permitíssemos fazer birra e chorar quando sentimos a necessidade, nós provavelmente sentiríamos mais alegria e felicidade. E isso, definitivamente, é algo de que o mundo precisa um pouco mais”.

Dê sua opinião: E você, o que achou do desabafo do ator? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s