Terceira mostra de dramaturgia do CCSP anuncia vencedores

"Boi Ronceiro - Uma Fábula de Horror", de Ricardo Inhan, estreia no dia 9 de junho na Sala Jardel Filho

Bons espetáculos recentes como Os Arquélogos, de Vinicius Calderoni, e Mantenha Fora do Alcance do Bebê, de Silvia Gomez, tiveram sua origem na Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos, promovida pelo Centro Cultural São Paulo. A terceira edição acaba de ter os melhores textos anunciados entre os mais de duzentos inscritos. São eles: Boi Ronceiro – Uma Fábula de Horror, de Ricardo Inhan, ANTIdeus, de Carlos Canhameiro, e A Mulher que Digita, de Carla Kinzo. 

Com estreia prevista para 9 de junho, Boi Ronceiro – Uma Fábula de Horror, de Ricardo Inhan, ganha a direção de Mariana Vaz para apresentar um drama social que envolve família, latifúndio e poder. Luciana Lyra, Paulo de Pontes e Pedro Stempnievski estão no elenco da peça, que fica na Sala Jardel Filho até 2 de julho, de sextas a domingos.

ANTIdeus, escrito e dirigido por Carlos Canhameiro, ganha a cena de 7 a 30 de julho, enquanto A Mulher que Digita, texto de Carla Kinzo com direção de Isabel Teixeira, estreia em 4 de agosto para ficar na Jardel Filho até o dia 27.  

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s