Ostras de R$ 3,50 abertas na hora no Mercadão

Um mercado, do tipo sacolão mesmo, é tudo que um guloso (como eu) e aspirante a cozinheiro (como eu) pode querer. O que a gente imagina e até o que não imagina encontra-se ali. Frutas exóticas? Tem. Cortes de carne e temperos incomuns? Tem também. Confesso que cultivo uma queda especial pelas barracas de queijos […]

Ostras vindas de avião de Santa Catarina: R$ 3,50 cada uma (Foto: Sophia Braun)

Um mercado, do tipo sacolão mesmo, é tudo que um guloso (como eu) e aspirante a cozinheiro (como eu) pode querer. O que a gente imagina e até o que não imagina encontra-se ali. Frutas exóticas? Tem. Cortes de carne e temperos incomuns? Tem também. Confesso que cultivo uma queda especial pelas barracas de queijos e embutidos, mas isso ficará para outro post.

O papo de hoje é sobre frutos do mar. Há algum tempo, descobri a Casa das Ostras, aberta no fim de 2011 dentro do Mercado Municipal de São Paulo. Os donos da Ki-Peixe lançaram esse box com clima de bar em frente à peixaria para servir lá mesmo ostras frescas. A ideia de comer o molusco em pleno Mercadão me fascinou. Não deu outra: passei lá para conhecer e repeti a dose.

As conchas: com ovas de peixe, limão, geleia de pimenta, vinagrete e manga (Foto: Sophia Braun)

As conchas chegam diariamente de avião de Cananéia e de Santa Catarina e são abertas na hora, como se deve. Meia dúzia de qualquer uma delas, temperadas apenas com limão, custa R$ 20,00. A unidade sai por R$ 3,50. O preço não é muito menor que na maioria dos restaurantes, mas a qualidade do produto e o passeio inusitado fazem valer a visita.

Provei as catarinenses, supercarnudas, que já vêm descoladas das conchas. Além da versão clássica, minha preferida, há opções incrementadas por ovas de capelin (R$ 6,00 a unidade), manga (R$ 4,00), vinagrete (R$ 3,50), geleia de pimenta (R$ 4,50) e até mel de acácia trufado (R$ 6,00). Questão de gosto.

Box com clima de bar: chopes e cachaças para acompanhar os frutos do mar (Foto: Sophia Braun)

Se não quiser ficar só nas ostras, o cardápio lista outras sugestões de pescado, caso do ceviche de saint-peter (R$ 10,00 a porção individual) que eu vi sendo feito e fiquei morrendo de vontade de provar. Dá até para tomar um chope Brahma (R$ 6,00) enquanto petisca. O lugar é apertadinho, mas acomoda até dez mesinhas altas nos dias de maior movimento.

Mas o mais legal dessa história toda é que você pode escolher qualquer fruto do mar disponível na peixaria que o pessoal da Casa das Ostras prepara ali mesmo, na hora. Eles cobram uma taxa de R$ 15,00 a R$ 20,00 mais o preço de cada produto, claro.

O sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau que se cuidem: a concorrência é braba!

S.B. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s