Ludmilla abandona os cabelos lisos para retomar cachos naturais

Em entrevista a VEJA SÃO PAULO, a cantora diz que tomou essa decisão porque não queria mais ser "refém" das perucas, tranças e acessórios

Desde sua infância, a cantora Ludmilla, de 21 anos, submeteu as madeixas a processos químicos para mantê-los lisos. Há um ano, no entanto, decidiu retomar os cachos. Para isso, adotou a transição capilar, técnica que recupera o estado natural dos fios por meio de cortes, hidratação e cauterização.

Primeiro, ela cortou o cabelo bem curtinho e, desde então, vem usando produtos especiais da marca Salon Line, da qual é embaixadora, para driblar a etapa do crescimento, que é a parte mais difícil do tratamento. Atualmente, a cantora está com apliques de tranças, mas, uma vez por semana, ela tira todos eles para fazer a manutenção dos fios.

“Não queria mais ficar refém dos processos químicos, do secador, da chapinha”, conta a cantora, que é fã das perucas lace wigs, muito usadas por Beyoncé e Rihanna. Ela é feita com uma tela transparente, que imita perfeitamente o couro cabeludo, fazendo com que os fios pareçam naturais. “Quando eu fui pela primeira vez a Miami, comprei um monte. Meu sonho seria mudar de cabelo todo dia”, conta.

As cantoras Beyoncé (a esq.) e Rihanna são adeptas do uso das perucas lace wigs, que permitem trocar o visual quando quiser (Foto: Divulgação)

Importadas, as perucas são feitas de cabelo natural, o que permite que elas possam receber outras cores e cortes. Porém, Ludmilla decidiu lançar sua própria marca e fez uma parceria com a empresa americana Missy Hair Boutique, de quem já usava os produtos. Além disso, lançou, em dezembro de 2016, seu próprio salão de beleza em sociedade com sua mãe, o Lud Hair Boutique, em Duque de Caxias, sua cidade natal, no Rio de Janeiro. “O bom é que no meu salão, quem quiser pode comprar a sua peruca, já colocar e depois só ir fazendo a manutenção”, explica. As laces que levam o nome da cantora custam a partir de 1 200 reais.

Ludmilla com o aplique de tranças: ela tira uma vez por semana para fazer a manutenção dos fios naturais (Foto: Divulgação)

 Em entrevista a VEJA SÃO PAULO, a cantora diz que alisava os cabelos para se igualar às colegas. “Eu estudava em um colégio particular, e a maioria das garotas tinha cabelos lisos. Me sentia mal por ter cachos e então, pedia pra minha mãe fazer escova. Depois, na adolescência comecei a alisar por conta própria”, diz ela.

VEJA SÃO PAULO: Como é seu cabelo natural?
LUDMILLA: Ele é bem cacheado, um cacho bem fechadinho, mesmo.

VEJA SÃO PAULO: Por que você decidiu parar com a química nos cabelos?
LUDMILLA: Sempre tive o sonho de usar as perucas lace wigs, que é a mesma que a Beyoncé usa. Como sou muito fã dela, na minha primeira viagem a Miami, voltei com a mala carregada de perucas.  Ai, eu cortei o meu cabelo natural bem curtinho. A partir daí, passei a usar as perucas e meu cabelo foi crescendo. Percebi que não precisava mais alisar o cabelo, enchê-lo de química para ficar bonita, “na moda”. Vi um monte de amigas deixando os fios naturais, volumosos e resolvi embarcar nessa também. Mas é difícil…

VEJA SÃO PAULO: Qual é a parte mais difícil da transição capilar?
LUDMILLA: O mais difícil é esperar crescer. Parece que demora o dobro. Aí, mistura a ansiedade para ver logo o cabelo enorme. Você tem que fazer muita hidratação, manter os fios sempre fortes, nutridos. Dá um trabalhão.

VEJA SÃO PAULO: Quais são os outros acessórios que você usa para driblar essa fase do crescimento dos fios naturais?
LUDMILLA: Além das perucas, gosto de fazer as tranças, que podem ser nagô, afro, de raiz… tem muita opção de estilo. Uso também um black poderoso quando estou com as tranças, deixo metade até a raiz e, depois, o comprimento bem volumoso. Eu já usei megahair também, mas dá um pouco mais de trabalho na manutenção.

VEJA SÃO PAULO: Quais são as suas dicas para quem quer passar pela transição capilar e está com medo?
LUDMILLA: Olha, meu conselho é: tenha paciência. Não adianta, tem que esperar, tratar, cuidar. Eu faço semanalmente hidratações poderosas, cuido agora do meu cabelo como se fosse um filho. Ai, quando quero radicalizar no visual, coloco uma lace, que não atrapalha em nada no tratamento do meu cabelo natural.

VEJA SÃO PAULO: Como funciona a manutenção da peruca?
LUDMILLA: É uma maravilha. A peruca é feita em uma tela que permite que o seu cabelo natural respire. Ela é colocada com uma cola especial, importada, diretamente na pele. Aí, é só encaixar a peruca e dar o acabamento. Não tem segredo algum, é tudo questão de prática. Depois, é vida normal: pode tomar banho, fazer show, bater cabelo na balada. Eu tiro a minha uma vez na semana, porque eu transpiro mais por conta dos shows e também porque faço o meu tratamento de transição capilar. Mas, em média, elas duram até uns 15 dias sem manutenção alguma.

VEJA SÃO PAULO: Qual é o seu tratamento de beleza atualmente?
LUDMILLA: Lavo os cabelos com xampu e condicionador com efeito bomba de crescimento. Depois, quando faço as hidratações semanais, coloco um tônico no couro cabeludo, para estimular o crescimento, faço hidratação com máscara e aplico vitaminas.

 

Um dos kits que Ludmilla usa nos cabelos: xampu para crescimento (R$ 19,90), condicionados para cabelos ressecados (R$ 19,90) e máscara de hidratação (R$ 16,70), todos da linha Bombástica, da Salon Line

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s