Cícero Dias – Um Percurso Poético

VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Julia Flamingo

A mostra Cícero Dias: um Percurso Poético deu trabalho para ser produzida. As 125 obras do artista pernambucano foram trazidas de vários lugares, desde museus paulistanos até coleções particulares em Hong Kong e paris, como é o caso da pintura sem título ao lado, feita na década de 70. A trajetória de Cícero Dias (1907-2003) é contada por meio de telas de diversos períodos acompanhadas por textos explicativos e fotografias — traço típico da curadoria didática de Denise Mattar. iniciada com aquarelas feitas no Brasil na década de 20, a exposição ganha força no 1º e no 2º andar do museu com o conjunto de pinturas a óleo feito em paris. Depois de se mudar para a França, em 1937, o artista virou amigo íntimo de Picasso, a ponto de sua filha, Sylvia, ser apadrinhada pelo artista espanhol. A influência cubista fica clara em alguns trabalhos, ainda que Dias não se tenha filiado às vanguardas europeias. Também fazem parte desse núcleo as criações que remetem ao cotidiano recifense e aos senhores de engenho no interior de pernambuco. Até 3/7/2017.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s